Encerramento de lixão na Mata Atlântica

ProteGEEr inicia estudos para fechamento de lixão em Ilhéus

Por ProteGEEr, publicado em 10.03.22, última modificação em 10.03.22
ProteGEEr inicia estudos para fechamento de lixão em Ilhéus

Integrantes da GIZ, do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e da prefeitura de Ilhéus

Um lixão em meio à Mata Atlântica será encerrado, em Ilhéus (BA), com o apoio do ProteGEEr, projeto de cooperação entre Brasil e Alemanha para a gestão sustentável de resíduos sólidos urbanos. As equipes da GIZ, do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e da prefeitura da cidade baiana visitaram o local nesta quarta-feira (09/03) para dar início às atividades de desativação do Lixão de Itariri.

A missão de campo teve a participação da diretora do ProteGEEr, Hélinah Cardoso, do secretário nacional de Saneamento do MDR, Pedro Maranhão, e de representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Ilhéus. As equipes conheceram a realidade local e debateram ações necessárias para os estudos de encerramento do lixão e recuperação ambiental da área.

Ao todo, 200 toneladas de resíduos são dispostas por dia no Itariri. O local foi criado para funcionar como um aterro sanitário, mas acabou virando um lixão devido à falta de gestão. Sem tratamento, os resíduos despejados diariamente na região contaminam nascentes e comprometem a vegetação nativa da Mata Atlântica.

O secretário nacional de Saneamento destacou os impactos do Lixão do Itariri. “É um verdadeiro atentado contra o meio ambiente, a saúde pública e as condições de vida desse povo que está catando lixo aqui”, afirmou Pedro Maranhão. Segundo ele, o acordo para fechamento do lixão está sendo debatido em conjunto com a prefeitura de Ilhéus.

O ProteGEEr é um projeto de gestão sustentável e integrada de resíduos sólidos urbanos, preservação dos recursos naturais e redução do uso de energia e das emissões de gases de efeito estufa (GEE). Implementado por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, o projeto tem como parceiros políticos os ministérios do Desenvolvimento Regional (MDR) e do Meio Ambiente (MMA). "/>

Lixão do Itariri, em Ilhéus (BA).