PROTEGEER

Ação conjunta para a proteção do clima

Por ProteGEEr, publicado em 16.09.18, última modificação em 20.09.18

O potencial da gestão sustentável de resíduos para reduzir impactos climáticos começa em casa

Uma proteção atmosférica contra vários tipos de radiação nocivos à saúde e ao meio ambiente, a camada de ozônio é fundamental para o nosso planeta. No último dia 16, foi comemorado o Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio, celebrado para incentivar medidas de proteção à camada em todo o mundo.

Uma das formas de manter a integridade da chamada ozonosfera é reduzir as emissões de poluentes, como os chamados gases de efeito estufa (GEE), uma mudança que também apoia a proteção do clima. As alternativas para se diminuir a presença desses gases na atmosfera são diversas, e a conscientização da população sobre resíduos sólidos urbanos é parte importante dessa transformação.

Antes mesmo de se tornar um resíduo, qualquer produto passa por processos industriais de transformação, desde suas matérias-primas até sua utilização pelo consumidor. Portanto, há emissões de GEE ao longo de todo o ciclo de vida de um produto e a gestão de resíduos também é responsável por alterações na atmosfera.

Confira na ilustração abaixo o ciclo de emissão e aproveitamento de GEE por um resíduo:

GEE.jpg

Várias ações para redução das emissões de GEE já estão sendo tomadas por governos e empresas, mas a mudança também pode acontecer dentro de casa, nos hábitos de cada consumidor e com a consciência da importância do consumo consciente, do descarte e do tratamento correto dos resíduos do dia a dia.

Por onde começar?

De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, cerca de 80 milhões de toneladas de resíduos são geradas anualmente no Brasil. Contudo, mais da metade desse material é descartado de forma incorreta e pode acabar sem aproveitamento ou em lixões a céu aberto. A separação do lixo pode ajudar na transformação dessa realidade, aliviando aterros, apoiando o reaproveitamento, a economia de recursos naturais e a geração de renda.

Para ser agente dessa mudança, você pode começar a mudar seus hábitos em casa. Basta seguir alguns passos simples:

1. Não misture os materiais que podem ser reciclados com os materiais orgânicos;
2. Lave as embalagens e seque antes de depositá-las nas lixeiras;
3. Não amasse o papel! Ele pode ser aproveitado seco e até dobrado;
4. Não coloque em risco os profissionais da coleta e da separação. Materiais cortantes devem ser embrulhados para evitar acidentes;
5. Saiba qual material vai em qual lixeira e ajude sua família e amigos a fazerem o mesmo.

Que tal ter suas lixeiras identificadas? Os resíduos domésticos podem, por exemplo, ser separados em:

1.jpg2.jpg3.jpg

 

Mude seus hábitos, você também pode ProteGEEr!