Sobre o Projeto

Por ProteGEEr, publicado em 21.06.18, última modificação em 25.06.18

 

O ProteGEEr é um projeto de cooperação técnica entre Brasil e Alemanha para promover uma gestão sustentável e integrada de resíduos sólidos urbanos (RSU), preservar os recursos naturais e reduzir o uso de energia e a emissão de gases de efeito estufa (GEE). Ele é implementado no âmbito da cooperação técnica firmada entre o Ministério das Cidades, o Ministério do Meio Ambiente, a Agência Brasileira de Cooperação e a Cooperação Brasil-Alemanha por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

To watch the video in english, please click here

Por que promover a gestão de resíduos?

Uma boa gestão dos resíduos garante a preservação dos recursos naturais, reduzindo o uso da energia e as emissões de gases de efeito estufa (GEE). Isso significa que a gestão de resíduos é um setor estratégico para a proteção do clima. Contudo, sabe-se que a produção de resíduos aumentou entre os anos de 2010 e 2015, devido ao crescimento populacional e ao aumento do consumo. Além disso, em muitos municípios, existem áreas contaminadas em decorrência do tratamento insuficiente e do descarte inadequado dos resíduos.

O Brasil possui enorme potencial para a geração de benefícios ambientais, sociais e econômicos dentro da gestão de resíduos sólidos urbanos (RSU). O consumo de produtos mais sustentáveis, a reciclagem dos resíduos orgânicos e secos, o uso energético de resíduos, o transporte e a disposição final em aterros sanitários dos rejeitos já são uma realidade no país, porém ainda em pequena quantidade. Para aproveitar esse potencial, é preciso aperfeiçoar a gestão dos RSU.

Nesse cenário, o ProteGEEr é um projeto de cooperação técnica entre o Brasil e a Alemanha que surge para promover essa gestão mais sustentável e integrada dos resíduos sólidos urbanos, que integre as políticas de proteção do clima.

Como funciona o projeto?

O ProteGEEr apresenta as riquezas e as potencialidades do manejo dos resíduos, com o intuito de conter os impactos ambientais e sociais e fomentar práticas de preservação dos recursos naturais e proteção climática. Para isso, atua em quatro campos:

  • Proteção do clima: identificação de potenciais de redução de emissão de GEE no setor de resíduos sólidos urbanos e sua integração em diretrizes governamentais, além da implementação de medidas locais.
  • Desenvolvimento de capacidades: treinamento de servidores públicos, bem como de colaboradores do setor privado, em gestão integrada de resíduos. Além disso, desenvolvimento de ferramentas de apoio à tomada de decisão para os municípios.
  • Ensino e pesquisa: desenvolvimento de conteúdos de gestão de resíduos com alto impacto na redução de GEE em currículos universitários e projetos de pesquisa aplicada em interação com o mercado.
  • Plataforma virtual: estabelecimento de uma rede virtual Brasil-Alemanha para disseminar conhecimento para o setor, fortalecendo o diálogo entre os atores e a troca de experiências internacionais.

Quem mais deve atuar?

Além dos parceiros envolvidos no projeto, todos nós somos responsáveis pela gestão integrada dos resíduos: o cidadão, a indústria, o município, a universidade, o governo, as associações representativas. Precisamos atuar conjuntamente e reconhecer a importância da transformação desse setor.

Contato:
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(61) 2108-1144