Estadão

Lixo não existe: empresas mostram que resíduos são matéria-prima

Por ProteGEEr, publicado em 08.02.19, última modificação em 19.02.19
Lixo não existe: empresas mostram que resíduos são matéria-prima

Créditos: Estadão

O conceito de lixo – aquilo que não pode ser reaproveitado, é sujo e sem utilidade – está ficando ultrapassado. Cada vez mais, convergimos para um modelo de economia circular – onde nada é desperdiçado. Chegar nesse estágio, de eliminar o descarte e reinserir materiais de volta na cadeia, não é fácil: envolve tecnologia, força de trabalho qualificada e tempo. Conhecer bons exemplos é o primeiro passo para refletir sobre esses desafios: duas empresas grandes venceram o Prêmio Eco de sustentabilidade da Amcham ao mostrarem que isso é possível.

Olhar o potencial do resíduo foi a chave para que a Ambev alcançasse o reaproveitamento de mais de 99% de tudo o que sobra na produção – seja material orgânico ou inorgânico – em todas as 40 unidades fabris. Cada um dos 30 coprodutos do processo tem um tratamento e destinação específica, podendo ser vendidos para fornecedores interessados naquele produto ou reciclados. Apenas em 2018, a venda desses coprodutos gerou uma receita de mais de R$ 115 milhões para a companhia.

Para ler mais, clique aqui